As terrinas antigas sempre seduziram-me! E quanto mais ornamentada melhor e eu que sou fã das linhas sinuosas apaixonei-me por um modelo em cerâmica crua, que encontrei numa fábrica meio abandonada que vendia restos de peças em terracota e cerâmica.
Como eu não tinha forno para dar o tratamento adequado, resolvi simplesmente pintá-la e impermeabilizar utilizando um bom verniz.
Escolhi para a minha terrina um vermelho intenso e realcei os detalhes já existentes com tinta dourado velho, usei também peças de bijuteria de um colar meu que estava quebrado e encostado em um canto. Para acabamento… um verniz de boa qualidade e sem brilho.
Obviamente, a minha terrina vai funcionar somente como peça decorativa, pois a cerâmica não está preparada para receber a sopa ou outro alimento; podemos aproveitar o espaço interior e guardar muitas coisinhas.
Esta lindíssima peça é também conhecida como sopeira e pode ser confeccionada também em metal, esmaltada, porcelana…
Antigamente a nobreza utilizava muito esse utensílio nas suas faustosas refeições e eram fabricadas principalmente em ouro e prata.
Alguns Museus guardam deslumbrantes baixelas, onde as terrinas sobressaem pela graciosidade de suas curvas e trabalhados cheio de rococós, verdadeiros tesouros que outrora ornamentaram as mesas dos palácios e palacetes.

Gostaram da meu trabalho artístico?
Qualquer dúvida…perguntem!

marina-mourao-terrina-antiga-marina-mourao-blog-art
terrina-sopeira-antiga-marina-mourao-blog-arte

terrina-antiga-decoração-marina-mourao-blog-arte

terrina-antiga-ornamento-marina-mourao-blog-arte